-

Agronegócio faz campanha em apoio a mulheres com câncer

Ao anunciar a campanha Lenços do Agro de 2019 que tem como meta atender hospitais e centros de tratamento de câncer de todos os estados do Brasil e o Distrito Federal, encontramos novamente um setor acolhedor

09 de setembro de 2019 às 17h09

 Andréa Cordeiro

Hoje vou falar pra vocês sobre uma ação linda da qual participo e que quero compartilhar aqui.

Há alguns anos ampliei para meu ambiente corporativo um movimento de arrecadar lenços para ajudar pacientes em tratamento de câncer a recuperarem a autoestima. Tomar essa decisão foi um dilema para mim, pois sempre me pareceu estranho ouvir pessoas fazendo propaganda do trabalho social que desenvolvem. Mas focando em algo muito maior, decidi levar esse movimento para o meu local de trabalho – o Grupo Labhoro

O que me motivou a tomar tal decisão foi a percepção que dessa maneira poderia abranger um número maior de mulheres e com isso ajudar a fazer a diferença nas vidas delas e de suas famílias.

Para minha surpresa, o acolhimento e engajamento dos colegas foram imediatos. Não só passaram a apoiar a causa como participar na divulgação da campanha. Vale destacar que muitas dessas mulheres, já abaladas desde o diagnóstico, enfrentam de forma fragilizada a fase de quimioterapia e se abalam ainda mais. Muitas vêm para essa etapa do tratamento após procedimentos cirúrgicos altamente invasivos e não é raro escutar depoimentos de mulheres que tiveram sua mama retirada e parte ou totalmente, ou que tiveram útero ou ovários retirados, e que afirmam terem sido abandonadas por seus companheiros ou companheiras. 

Muitas também dizem que em meio a uma família desestruturada e por vezes sem recursos financeiros, elas encontram o apoio necessário para enfrentar a doença nos próprios centros de tratamento, que além de proverem o tratamento adequado, promovem encontros motivacionais, palestras técnicas, promovem campanhas para arrecadar fundos para manter os procedimentos em dia e também promovem ações para o bem estar da paciente. Para esses centros, cuidar da autoestima da paciente é um cuidado importante.

Tendo escutado tantos relatos nesse sentido, me fez perceber que, mesmo tendo ampliado o movimento, poderíamos ir além e fazer muito mais diferença e ampliamos essa ação, antes tão restrito à Curitiba, para nossa área de atuação comercial. 

Compartilhamos com amigos e clientes da Labhoro sobre o projeto e novamente  tive mais uma agradável surpresa: vi não somente clientes, parceiros, prestadores de serviço, e até empresas concorrentes se disponibilizaram a colaborar mais ativamente. E foi assim que surgiram os primeiros parceiros e “tiramos os pés do Paraná para alcançar cidades como Mafra, Sorriso, Balsas, Santa Terezinha do Itaipu, Cuiabá, Rondonópolis, Campo Grande, Uberlândia, Pato Branco, Tabira, São Paulo.

Essa adesão tão instantânea me fez perceber duas situações:

  • A primeira foi como o agro é generoso e engajado. Como as pessoas que trabalham no agro, dentro e fora da porteira fazem a diferença na vida de suas comunidades.
  • A segunda: como o câncer, através de toda a dor que gera, também é capaz de aproximar pessoas e propósitos.

E foi com esse engajamento crescente que em 2018 a Campanha Lenços do Agro arrecadou em todo o Brasil mais de 500 lenços, fora doações de cabelo, peruca, batons e até panetones para adoçar o Natal das pacientes.

Foi incrível ver a força mobilizadora que o agro promove, um agro caridoso, engajado e que faz a diferença. Nessas últimas semana, minha surpresa foi ainda maior: em um momento em que o agro brasileiro vem sendo tão criticado, novamente me surpreendi. 

Ao anunciar a campanha Lenços do Agro de 2019 que tem como meta atender hospitais e centros de tratamento de câncer de todos os estados do Brasil e o Distrito Federal, encontramos novamente um setor acolhedor. 

Recebemos uma procura recorde de interessados em nos ajudar. Em apenas uma semana cadastramos mais de 20 parceiros espalhados em diversos estados do Brasil e, até o momento, a campanha conta com vários parceiros nos três estados do Sul, nos três estados do Centro-Oeste além do DF, um estado do Norte, um estado do Sudeste e um estado do Nordeste.

E como neste ano a Campanha conta com o apoio de divulgação do Congresso Nacional das Mulheres do Agro, tenho certeza que todos os estados estarão lá representados em doação.  O CNMA além da divulgação concedeu um espaço muito especial para que as Mulheres do Agronegócio Brasil e a Labhoro recebam durantes os dias 8 e 9 de outubro as doações das congressistas. Como o congresso se tornou referência no tema da Valorização da Profissional do agro e na última edição reuniu aproximadamente 1,2 mil participantes, estou confiante que as doações dessas congressistas nos permitirão não só bater o recorde de arrecadação do ano passado, como a possibilidade de atender centros de tratamento em todos os estados do Brasil.

Esse ano a campanha começará mais cedo e se estenderá durante todo Outubro Rosa. No dia 25 de setembro, os pontos de coleta já estarão preparados para receber todas as doações e até essa data cadastraremos os interessados em atuar. 

Se você quiser fazer parte dessa corrente, procure um parceiro em sua região ou então envie pelos Correios a sua doação que pode vir em forma de lenço, turbante, cabelo, peruca e sutiã com prótese ou batons sem uso aos cuidados da Campanha Lenços do agro na, na rua Marechal Deodoro 344, 18º andar, Curitiba – Paraná, CEP: 80.010-010.  

Juntas Somamos Sempre!

Para a Campanha do ano que vem teremos ainda mais novidades. Mas isso fica pra depois!

-

Agronegócio faz campanha em apoio a mulheres com câncer

Ao anunciar a campanha Lenços do Agro de 2019 que tem como meta atender hospitais e centros de tratamento de câncer de todos os estados do Brasil e o Distrito Federal, encontramos novamente um setor acolhedor

09 de setembro de 2019 às 17h09

 Andréa Cordeiro

Hoje vou falar pra vocês sobre uma ação linda da qual participo e que quero compartilhar aqui.

Há alguns anos ampliei para meu ambiente corporativo um movimento de arrecadar lenços para ajudar pacientes em tratamento de câncer a recuperarem a autoestima. Tomar essa decisão foi um dilema para mim, pois sempre me pareceu estranho ouvir pessoas fazendo propaganda do trabalho social que desenvolvem. Mas focando em algo muito maior, decidi levar esse movimento para o meu local de trabalho – o Grupo Labhoro

O que me motivou a tomar tal decisão foi a percepção que dessa maneira poderia abranger um número maior de mulheres e com isso ajudar a fazer a diferença nas vidas delas e de suas famílias.

Para minha surpresa, o acolhimento e engajamento dos colegas foram imediatos. Não só passaram a apoiar a causa como participar na divulgação da campanha. Vale destacar que muitas dessas mulheres, já abaladas desde o diagnóstico, enfrentam de forma fragilizada a fase de quimioterapia e se abalam ainda mais. Muitas vêm para essa etapa do tratamento após procedimentos cirúrgicos altamente invasivos e não é raro escutar depoimentos de mulheres que tiveram sua mama retirada e parte ou totalmente, ou que tiveram útero ou ovários retirados, e que afirmam terem sido abandonadas por seus companheiros ou companheiras. 

Muitas também dizem que em meio a uma família desestruturada e por vezes sem recursos financeiros, elas encontram o apoio necessário para enfrentar a doença nos próprios centros de tratamento, que além de proverem o tratamento adequado, promovem encontros motivacionais, palestras técnicas, promovem campanhas para arrecadar fundos para manter os procedimentos em dia e também promovem ações para o bem estar da paciente. Para esses centros, cuidar da autoestima da paciente é um cuidado importante.

Tendo escutado tantos relatos nesse sentido, me fez perceber que, mesmo tendo ampliado o movimento, poderíamos ir além e fazer muito mais diferença e ampliamos essa ação, antes tão restrito à Curitiba, para nossa área de atuação comercial. 

Compartilhamos com amigos e clientes da Labhoro sobre o projeto e novamente  tive mais uma agradável surpresa: vi não somente clientes, parceiros, prestadores de serviço, e até empresas concorrentes se disponibilizaram a colaborar mais ativamente. E foi assim que surgiram os primeiros parceiros e “tiramos os pés do Paraná para alcançar cidades como Mafra, Sorriso, Balsas, Santa Terezinha do Itaipu, Cuiabá, Rondonópolis, Campo Grande, Uberlândia, Pato Branco, Tabira, São Paulo.

Essa adesão tão instantânea me fez perceber duas situações:

  • A primeira foi como o agro é generoso e engajado. Como as pessoas que trabalham no agro, dentro e fora da porteira fazem a diferença na vida de suas comunidades.
  • A segunda: como o câncer, através de toda a dor que gera, também é capaz de aproximar pessoas e propósitos.

E foi com esse engajamento crescente que em 2018 a Campanha Lenços do Agro arrecadou em todo o Brasil mais de 500 lenços, fora doações de cabelo, peruca, batons e até panetones para adoçar o Natal das pacientes.

Foi incrível ver a força mobilizadora que o agro promove, um agro caridoso, engajado e que faz a diferença. Nessas últimas semana, minha surpresa foi ainda maior: em um momento em que o agro brasileiro vem sendo tão criticado, novamente me surpreendi. 

Ao anunciar a campanha Lenços do Agro de 2019 que tem como meta atender hospitais e centros de tratamento de câncer de todos os estados do Brasil e o Distrito Federal, encontramos novamente um setor acolhedor. 

Recebemos uma procura recorde de interessados em nos ajudar. Em apenas uma semana cadastramos mais de 20 parceiros espalhados em diversos estados do Brasil e, até o momento, a campanha conta com vários parceiros nos três estados do Sul, nos três estados do Centro-Oeste além do DF, um estado do Norte, um estado do Sudeste e um estado do Nordeste.

E como neste ano a Campanha conta com o apoio de divulgação do Congresso Nacional das Mulheres do Agro, tenho certeza que todos os estados estarão lá representados em doação.  O CNMA além da divulgação concedeu um espaço muito especial para que as Mulheres do Agronegócio Brasil e a Labhoro recebam durantes os dias 8 e 9 de outubro as doações das congressistas. Como o congresso se tornou referência no tema da Valorização da Profissional do agro e na última edição reuniu aproximadamente 1,2 mil participantes, estou confiante que as doações dessas congressistas nos permitirão não só bater o recorde de arrecadação do ano passado, como a possibilidade de atender centros de tratamento em todos os estados do Brasil.

Esse ano a campanha começará mais cedo e se estenderá durante todo Outubro Rosa. No dia 25 de setembro, os pontos de coleta já estarão preparados para receber todas as doações e até essa data cadastraremos os interessados em atuar. 

Se você quiser fazer parte dessa corrente, procure um parceiro em sua região ou então envie pelos Correios a sua doação que pode vir em forma de lenço, turbante, cabelo, peruca e sutiã com prótese ou batons sem uso aos cuidados da Campanha Lenços do agro na, na rua Marechal Deodoro 344, 18º andar, Curitiba – Paraná, CEP: 80.010-010.  

Juntas Somamos Sempre!

Para a Campanha do ano que vem teremos ainda mais novidades. Mas isso fica pra depois!