Conheça a aeroponia, técnica que reduz espaço e aumenta produção

A aeroponia surgiu através da técnica da hidroponia. Ela se baseia em manter as plantas suspensas no ar, apoiadas pelo colo das raízes.

Os nutrientes chegam até a planta diretamente nas raízes, assim como na hidroponia, por pequenas gotículas ou névoa de solução nutritiva. Tudo isso só é possível por meio de aspersores, que desta maneira fornecem o crescimento ideal da cultura escolhida.

Assista ao nosso vídeo para conhecer melhor a técnica:

Hidroponia x Aeroponia

A maior diferença entre a hidroponia e aeroponia está na água. No caso da Hidroponia, uma grande quantidade de água é utilizada para transportar nutrientes através de um fluxo laminar de água e nutrientes.

Na aeroponia, o mínimo possível de água é utilizado na diluição de nutrientes para ser utilizado nestes aspersores. Espaço: Na aeroponia as plantas são cultivadas suspensas no ar, tendo como sustentação canos de PVC que podem ser dispostos no sentido horizontal ou vertical, permitindo um melhor aproveitamento de áreas e a instalação de um número maior de plantas por metro quadrado de superfície da estufa, obtendo-se, assim, um aumento direto de produtividade.

Todos sabemos que um grande desafio da agricultura é aumentar a produção sem ter que aumentar a área utilizada.

Vantagens

  • Facilidade de oxigenação, já que as raízes ficam expostas ao ar;
  • Redução de pragas e parasitas, por ser um sistema que não tem contato com o solo;
  • Aumento de produtividade;
  • Raízes das plantas desenvolvem-se por completo, já que não há impedimento para o crescimento como no solo;
  • Aumento considerável de produtividade
  • Ampliação da quantidade de plantas por metro quadrado.

Desvantagens

  • Custo inicial alto, necessitando de uma grande quantidade de capital para investimento;
  • Mão de obra especializada;
  • Dificuldade de controle da solução nutritiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *