Consciência Negra e o agronegócio no Brasil

Falar de agronegócio, exige nesta data, reverenciar e refletir para a consciência negra.

O início do Brasil açucareiro foi feito pela raça negra. E o Brasil se transformou até hoje no maior produtor e maior exportador do açúcar no mundo. Da escravidão para o protagonismo houve uma longa saga, forte e admirável, um diferencial deste Brasil tropical.

A raça negra também fez mistura, se fundiu com todas as outras raças, e vive presente hoje em todas as cadeias do agronegócio.

Na pequena agricultura familiar, com organização cooperativa, na busca de agregação de valor, encontramos comunidades quilombolas com potencial de êxito, buscando acesso a mercados, informação e conhecimento de escritórios do Sebrae, Senar e Sescoop pelo país afora.

Fonte: Freepik

Na educação, voltado ao novo agro de alta tecnologia, na agricultura de precisão, nos serviços que envolvem o futuro campo, da mesma forma se faz presente oportunidades para os jovens negros, o que desejamos que seja cada vez mais presente.

Ao lecionar aulas para os alunos internacionais num programa de MBA chamado Food & Agribusiness Management, da Audencia Business School, em Nantes/França, e em todas as classes receber alunos da África, fico sempre muito impressionado com a força, o vigor e a liderança das alunas mulheres negras.

E pela amostra que tenho de todos os anos, posso dizer que as mulheres negras – minhas alunas – carregam dentro de si uma vontade impressionante de vencer, progredir e garra para liderar. Muitas assumem a liderança de entidades, organizações e comunidades, bem como são líderes na sala de aula.

Dia da Consciência Negra, o agro brasileiro e a sua história agradecem. E enfatizo que é hora do Brasil unido atuar e bradar, vamos juntos ao novo futuro de todas as raças, pois este é o diferencial humano maior do nosso país.

O Brasil é do mundo, e nosso agronegócio será a segurança alimentar desse mundo. Meu respeito ao dia da Consciência Negra.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *