-

Mais de 65% da vegetação nativa é preservada no Brasil, aponta Embrapa

“É fato conhecido que o Brasil, entre os únicos 10 países do mundo com mais de 2 milhões de km² é, de longe, o que mais protege o seu território”, diz outro relatório

17 de janeiro de 2019 às 10h41

Afinal, o Brasil é ou não é o campeão mundial da preservação da cobertura vegetal?

Uma polêmica andou tomando conta das redes sociais nos últimos dias. Os dados divulgados pela Embrapa Territorial mostraram que 66,3% do território brasileiro está em preservação na soma total da vegetação nativa: florestal, savânica e campestre.

Outras fontes surgiram negando esses dados. A divulgação sobre a preservação da cobertura vegetal tem uma importância imensa, tanto para construirmos uma imagem boa e verídica do Brasil, quanto para o agronegócio.

Fomos buscar outras fontes que trouxessem uma ampliação de dados e visão dessa polêmica. Encontramos no MapBiomas, uma plataforma online que mapeia uso da terra no Brasil uma informação extremamente semelhante a da Embrapa Territorial, sendo 66,5% de preservação da vegetação nativa.

Não satisfeito com isso, fui a busca de algo que confirmasse que o Brasil de fato é o campeão mundial da preservação de matas.

Encontrei no site da United Nations Environment Programme (UNEP) a seguinte informação:

“É fato conhecido que o Brasil, entre os únicos 10 países do mundo, com mais de 2 milhões de km² é de longe, o que mais protege o seu território, tanto em termos absolutos como relativos, como apontam os dados do Protected Planet Report 2016.”

Portanto, acho que nessa discussão precisamos consolidar as marcas desse gol. Temos problemas, temos muita coisa para fazer? Sem dúvidas. Vale ver, no caso dos dados do desmatamento no Brasil, onde estão e em que tipo de terras estão ocorrendo.

Fonte: Freepik

E poderia adiantar, que na sua grande maioria, não está ocorrendo por produtores rurais legalizados ou com direito legítimo as suas terras. Está na questão da regularização de terras, como enfatizou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, na sua entrevista para a Rede Jovem Pan nesta segunda-feira, 14.

“O Brasil não conhece o Brasil”, assim escreveram Mauricio Tapajós e Aldir Blanc, e Elis Regina gravou em 1978.

Leia mais: 

-

Mais de 65% da vegetação nativa é preservada no Brasil, aponta Embrapa

“É fato conhecido que o Brasil, entre os únicos 10 países do mundo com mais de 2 milhões de km² é, de longe, o que mais protege o seu território”, diz outro relatório

17 de janeiro de 2019 às 10h41

Afinal, o Brasil é ou não é o campeão mundial da preservação da cobertura vegetal?

Uma polêmica andou tomando conta das redes sociais nos últimos dias. Os dados divulgados pela Embrapa Territorial mostraram que 66,3% do território brasileiro está em preservação na soma total da vegetação nativa: florestal, savânica e campestre.

Outras fontes surgiram negando esses dados. A divulgação sobre a preservação da cobertura vegetal tem uma importância imensa, tanto para construirmos uma imagem boa e verídica do Brasil, quanto para o agronegócio.

Fomos buscar outras fontes que trouxessem uma ampliação de dados e visão dessa polêmica. Encontramos no MapBiomas, uma plataforma online que mapeia uso da terra no Brasil uma informação extremamente semelhante a da Embrapa Territorial, sendo 66,5% de preservação da vegetação nativa.

Não satisfeito com isso, fui a busca de algo que confirmasse que o Brasil de fato é o campeão mundial da preservação de matas.

Encontrei no site da United Nations Environment Programme (UNEP) a seguinte informação:

“É fato conhecido que o Brasil, entre os únicos 10 países do mundo, com mais de 2 milhões de km² é de longe, o que mais protege o seu território, tanto em termos absolutos como relativos, como apontam os dados do Protected Planet Report 2016.”

Portanto, acho que nessa discussão precisamos consolidar as marcas desse gol. Temos problemas, temos muita coisa para fazer? Sem dúvidas. Vale ver, no caso dos dados do desmatamento no Brasil, onde estão e em que tipo de terras estão ocorrendo.

Fonte: Freepik

E poderia adiantar, que na sua grande maioria, não está ocorrendo por produtores rurais legalizados ou com direito legítimo as suas terras. Está na questão da regularização de terras, como enfatizou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, na sua entrevista para a Rede Jovem Pan nesta segunda-feira, 14.

“O Brasil não conhece o Brasil”, assim escreveram Mauricio Tapajós e Aldir Blanc, e Elis Regina gravou em 1978.

Leia mais: