Empresa aeroagrícola vai repetir em 2019 ação beneficente com brigada aérea

    A empresa Aerotex Aviação Agrícola, de Rio Verde, Goiás, confirmou que vai repetir este ano a ação beneficente com sua brigada aérea de combate a incêndios em lavouras no sudoeste do Estado. Também foi definido que a operação dessa vez vai ocorrer entre julho e setembro, abrangendo todo o período crítico da estiagem. Mas ainda falta escolher qual entidade vai receber recursos arrecadas com o serviço.

    A experiência da Brigada Aérea da Aerotex realizada no ano passado (primeira desse tipo no País) rendeu R$ 45 mil ao Hospital do Câncer de Rio Verde. Recurso que representa metade do arrecadado com o trabalho oferecido entre setembro e outubro aos agricultores. A outra metade do valor foi para pagar o custo de pessoal nos plantões, além do combustível e outras despesas operacionais. “O objetivo não é o lucro”, ressalta o sócio-gerente da Aerotex, Rui Alberto (Beto) Textor.

A ação da Aerotex contra incêndios também supre uma demanda importante dos agricultores do sudoeste goiano  

    A iniciativa também está suprindo uma demanda importante dos produtores rurais da região. Textor lembra que era comum agricultores clientes da empresa pedirem ajuda contra fogo em suas plantações na época de entressafra para operações aeroagrícolas (quando os pilotos não ficam à disposição da empresa). Em agosto do ano passado a ideia da brigada aérea foi lançada para 15 agricultores em uma reunião no Sindicato Rural de Rio Verde. Dos quais 10 apostaram na ideia.

    O acerto foi que eles pagariam uma mensalidade para custear o plantão de dois piloto e auxiliares, com dois aviões à disposição. E, quem os acionasse, pagaria os custos de hora/voo. Em 30 dias, foram 10 operações de combate a incêndios em plantações entre setembro e outubro, somando cerca de 180 lançamentos de água contra as chamas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *