Pista de Esteio padroniza o Freio de Ouro em 2019

Foto de arquivo: Freio de Ouro – JA Libertador (Foto: Felipe Ulbrich/Divulgação)

Salve, crioulista! Estamos de volta depois das férias e já caímos na estrada para captar imagens e contar novas histórias no Cavalo Crioulo Sem Fronteiras.

O programa chega ao segundo ano com grande aceitação e audiência, o que nos motiva ainda mais para seguir na missão de bem informar.

Aproveito esta largada na temporada para comentar mais uma vez sobre o calendário do Freio de Ouro.  Todos sabem da redução de classificatórias e a centralização das etapas gaúchas em Esteio.

Anteriormente já havia opinado sobre os ganhos com logística e a economia que isso vai representar. O novo estacionamento no parque Assis Brasil também permite que os competidores possam acampar com espaço e estrutura.

Mas há outro fator que considero muito importante para o desempenho dos conjuntos: a padronização. Todos disputarão em igualdade de condições, na mesma pista. Um benefício que vai inevitavelmente resultar em um melhor aproveitamento técnico. Além disso, em garantindo a vaga para a final durante a Expointer, o competidor já terá conhecido a pista e seus atalhos.

 

Por Sandro Fávero