Marcha FICCC já tem animais concentrados em Jaguarão

Foram admitidos no último domingo, dia 02, em Jaguarão (RS), os 25 animais – 16 brasileiros e nove uruguaios – que irão participar da Marcha FICCC 2019. Eles ficam concentrados nos campos da Estância São Gabriel até o dia 22 de junho, quando será dada a largada da prova. Já a chegada está marcada para…

07 de junho de 2019 às 15h26

Foram admitidos no último domingo, dia 02, em Jaguarão (RS), os 25 animais – 16 brasileiros e nove uruguaios – que irão participar da Marcha FICCC 2019. Eles ficam concentrados nos campos da Estância São Gabriel até o dia 22 de junho, quando será dada a largada da prova. Já a chegada está marcada para o dia 06 de julho.

A Marcha FICCC deste ano leva o nome de Luiz Carlos Cassal de Albuquerque, tradicional criador e incentivador da modalidade, que também foi homenageado no domingo. Abaixo, o vídeo dos animais sendo soltos no campo, onde permanecerão em iguais condições por 20 dias.

A semana também foi marcada por uma boa notícia para a Marcha de Resistência. Foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul o projeto de lei que reconhece a relevância cultural da competição para os gaúchos. Mais detalhes você confere no Cavalo Crioulo Sem Fronteiras deste sábado.

EM TEMPO

Você já viu o programa especial sobre a Marcha de Resistência no Net Now? É só procurar em Programas de TV, selecionar Canal Rural e depois Cavalo Crioulo Sem Fronteiras. Espia lá!

*Por Estela Facchin

Marcha FICCC já tem animais concentrados em Jaguarão

Foram admitidos no último domingo, dia 02, em Jaguarão (RS), os 25 animais – 16 brasileiros e nove uruguaios – que irão participar da Marcha FICCC 2019. Eles ficam concentrados nos campos da Estância São Gabriel até o dia 22 de junho, quando será dada a largada da prova. Já a chegada está marcada para…

07 de junho de 2019 às 15h26

Foram admitidos no último domingo, dia 02, em Jaguarão (RS), os 25 animais – 16 brasileiros e nove uruguaios – que irão participar da Marcha FICCC 2019. Eles ficam concentrados nos campos da Estância São Gabriel até o dia 22 de junho, quando será dada a largada da prova. Já a chegada está marcada para o dia 06 de julho.

A Marcha FICCC deste ano leva o nome de Luiz Carlos Cassal de Albuquerque, tradicional criador e incentivador da modalidade, que também foi homenageado no domingo. Abaixo, o vídeo dos animais sendo soltos no campo, onde permanecerão em iguais condições por 20 dias.

A semana também foi marcada por uma boa notícia para a Marcha de Resistência. Foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul o projeto de lei que reconhece a relevância cultural da competição para os gaúchos. Mais detalhes você confere no Cavalo Crioulo Sem Fronteiras deste sábado.

EM TEMPO

Você já viu o programa especial sobre a Marcha de Resistência no Net Now? É só procurar em Programas de TV, selecionar Canal Rural e depois Cavalo Crioulo Sem Fronteiras. Espia lá!

*Por Estela Facchin