Funrural: menos de 5% dos produtores de MT aderiram ao Refis, estima Famato

A medida provisória (834/2018) que prorrogava o Refis do Funrural até 30 de outubro perdeu validade. Isso porque a MP precisava ser convertida em lei até a ultima quarta-feira, dia 10. Ou seja, a Receita Federal pode cobrar aqueles produtores, que agora são considerados inadimplentes,  por não aderirem ao programa de regularização do fundo.

Para as entidades do setor, a expectativa é de que outra medida provisória (842/2018), que prorroga o prazo do Refis até 31 de dezembro, possa ser aprovada no Congresso e sancionada pelo presidente Michel Temer até o próximo mês.

Em Mato Grosso, menos de 5% dos produtores rurais fizeram adesão ao Refis, segundo estimativa da Federação de Agricultura e Pecuária do estado. A gestora do núcleo jurídico da Famato, Elizete Ramos, orienta ao produtor que não aderiu ao refis a aguardar por enquanto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *