Mais de mil produtores protestam contra o Fethab do milho em MT

A insatisfação dos produtores rurais de Mato Grosso com o destino dado aos recursos arrecadados pelo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), já é antiga. O setor dificilmente vê o imposto recolhido sendo aplicado – como o esperado – em investimentos de infraestrutura e logística.

Na busca por mudanças, cerca de mil e duzentos produtores de todas as regiões do estado saíram de suas fazendas e se reuniram em Cuiabá nesta quarta-feira, dia 15, para demonstrar o descontentamento com a “falta de retorno” do imposto e protestar contra a cobrança do Fethab sobre o milho (que teve início este ano). A manifestação faz parte do movimento “Mato Grosso Forte – quem paga imposto cobra resultado’’, que luta pelo aumento do repasse de recursos para investimentos em infraestrutura.

Para Fernando Cadore, vice-presidente da Aprosoja-MT – entidade que organizou o movimento – o protesto traduz a insatisfação dos produtores de Mato Grosso, que já sofrem com a falta de logística e agora correm o risco de ter a produção da cultura do milho inviabilizada por conta da taxação sobre o cereal.

Segundo dados do Imea, atualmente o produtor precisa desembolsar cerca de R$ 2.411,58 para plantar um hectare de milho no estado, com retorno aproximado de R$ 2.060,00/ha. Ou seja, um prejuízo de 17%. O tributo sobre o cereal, segundo Cadore, aumenta ainda mais este prejuízo.

De acordo com o presidente da entidade, Antônio Galvan, o movimento deve durar até o final tarde. Os produtores rurais pretendem entregar uma carta de reivindicações aos parlamentares na Assembleia Legislativa de Mato Grosso e, na sequência, para o governador Mauro Mendes, no Palácio Paiaguás. Entre as cobranças, a extinção do Fethab sobre o milho.

Este ano, a previsão que é de que o Fundo Estadual de Transporte e Habitação arrecade aproximadamente R$ 1,5 bilhão, desse montante apenas 30% serão destinados para obras de infraestrutura e logística no estado. Vale lembrar que o Fethab foi criado em 2000 com a finalidade de ser destinado exclusivamente para investimentos em melhorias das estradas e rodovias de Mato Grosso.

Uma resposta para “Mais de mil produtores protestam contra o Fethab do milho em MT”

  1. Luiz Barbosa disse:

    Eu apoio…temos que colocar a cara para bater…não da mais…Carregamos o país nas costa…Basta…Melhoras já.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *