Os dez mandamentos da produtividade: a gênese

SERTÃO SANTANA, RS, BRASIL, 10.07.13: Colheita de milho em Sertão Santana. Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini

A relação entre o que é produzido e a quantidade ou o valor dos insumos aplicados à produção, mais conhecida por produtividade, esconde armadilhas. Afinal, o que é “insumo aplicado à produção”? Muitos produtores não consideram o capital imobilizado, o custo de oportunidade, a depreciação e até mesmo o próprio trabalho, na análise do custo de produção. Fica-se com a falsa impressão de que existe viabilidade econômica com baixas produtividades, quando de fato o negócio está comprometido, pelo menos no tempo. Daí nossa ansiedade com a questão.

Para uma compreensão melhor da viabilidade do negócio, talvez devêssemos usar a taxa de retorno financeiro ou ROI [relação entre a quantidade de dinheiro ganho (ou perdido) pela quantidade de dinheiro investido]. A taxa de retorno sempre será mais atrativa com produtividades elevadas.

Muitos já se convenceram disso e aceitaram o desafio, mas precisamos admitir que esse convencimento é apenas parte do processo. Creio que ainda estamos falhando muito na identificação dos limitadores da produtividade; no foco, nas estratégias; na percepção de valor de cada insumo, processo, profissional ou fornecedor; e, principalmente, na relação de tudo isso com a produtividade.

Buscando contribuir um pouco mais com esse tema, estou compartilhando os 10 mandamentos da produtividade agrícola, que irei detalhar em posts futuros:

1 – Usarás sementes da mais alta qualidade;

2 – Usarás sementes inoculadas e tratadas com perfeição;

3 – Cuidarás do leito de semeadura;

4 – Regularás a plantadeira, cuidarás da velocidade do processo e acompanharás com métrica;

5 – Ocuparás todos os espaços da sua lavoura com plantas vigorosas e sadias;

6 – Protegerás todas as folhas, vagens e plantas;

7 – Evitarás o coeficiente de compensação;

8 – Previamente à colheita, farás um inventário registrando acertos e erros (limitadores);

9 – Terás foco nos seus limitadores de produtividade;

10 – Cultivarás relações pessoais e comerciais com parceiros comprometidos com a produtividade.

Os 10 mandamentos da produtividade surgiram da necessidade que encontrei de melhorar a comunicação nas minhas palestras e treinamentos e também da necessidade de deixar uma mensagem que organizasse a informação ao final de cada trabalho. Além disso, os 10 mandamentos da produtividade deixam bem claro que não há um “botão mágico” para a produtividade. Oportunamente vamos tratar de todos eles aqui neste blog e também em outras plataformas do Canal Rural. Espero receber sugestões para aprimorá-los. Venha conosco e aceite o desafio da produtividade.

 

 

14 respostas para “Os dez mandamentos da produtividade: a gênese”

  1. Muito Bom esses 10 mandamentos Professor Dejalma Zimmer . Acrescentaria: cuidar para não ter erosão e manter e/ou aumentar a Fertilidade do Solo !

    • Paulo Dejalma Zimmer disse:

      Bom dia Clóvis!!! Agradeço sua participação. Embora eu já havia manifestado tal preocupação no mandamento “cuidarás do leito de semeadura …, vou considerar sua contribuição.

  2. Adriano Fernandes disse:

    Meu nome é Adriano Fernandes, sou engenheiro agrônomo, presto assessoria técnica direta ao produtor. Venho acompanhando teu trabalho há vários anos e tentando levar para meus clientes exatamente Isso, primeiro precisamos querer produzir mais, esse tem que ser o objetivo, depois o que precisamos fazer para chegar no nosso objetivo?…como disse o Professor Dirceu gassen, ” vivemos em uma agricultura de produtos, onde se valoriza produtos…” sabemos que alta produtividade depende de vários fatores, sempre digo q é um “prato” que precisa muito mais que os ingredientes pra fazer, onde os produtos são apenas um fator, e esses não substituem os outros fatores de produção…alta produtividade depende de pessoas que acreditam e que estejam comprometidas com o objetivo…como tu mesmo disse, “não existe um botão magico” , é preciso conhecer os fatores de produção, identificar os que estão limitando, corrigir esses fatores…no momento que efetuamos a semeadura, é lançamos a semente no solo, definimos o nosso potencial, a partir desse momento essa semente, esse potencial genético começa a sofrer a interferência de vários fatores, negativos e positivos, o resultado final em produtividade será a relação entre esses fatores, e é preciso que os fatores positivos sejam muito maiores que os negativos para que tenhamos sucesso….grande abraço professor Dejalma, parabéns pelo belo trabalho que vem fazendo!!!!

  3. Sandro Pilar disse:

    Parabéns estou fazendo MBA em agronegócios e essa materia contribuiu muito.

  4. Sandro Pilar disse:

    Sempre bom novas publicações, novas ideias e conceitos, esta trás de forma simples e direta a informação precisa.

  5. Eloiza Zuconelli disse:

    Parabéns pela clareza e assertividade de sempre!
    Você contribuído muito para a evolução do Agro brasileiro.
    Paz e prosperidade a você!

  6. Pura lorota o resultado é o mesmo em altas ou baixas produtividades. Depende como você administrar sua propriedade .Isso é fato

  7. Manoel Henrique Pereira Júnior disse:

    11- Faras plantio direto na palha,

  8. Cuidar do solo como se cuida dos filhos, não prrmitindo que ele seja, jamais, degradado.

  9. Jerri Zanusso disse:

    Muito me orgulha em ver teu nome e reputação projetados pelo país. Tive o privilégio de ter convivido contigo Paulo, acompanhado tua carreira aqui na Fac. de Agronomia. Apesar do sucesso segues com humildade e fiel aos teus valores, o que demonstra a grandeza do teu caráter!
    Te desejo que tua carreira seja repleta de realizações.
    Grande abraço. Ass.: Jerri Teixeira Zanusso (vice-diretor da FAEM),

  10. REINALDO MASIAS MATOS disse:

    Bom Diaa

    Fui numa palestra dos Dez mandamentos da produtividade ontem foi muito boaaa.
    Está de parabéns…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *