Sarney e Dilma estão voltando

A sociedade se mobilizou e apoiou o movimento dos caminhoneiros, mesmo sem uma proposta clara. Nunca mais podemos passar esse “cheque em branco”.

Como os representantes do movimento negociaram este cheque em branco com o governo? Controle de preços, tabela de fretes, interferência nas estatais, confisco de caminhões, etc. Você lembra quando o Sarney congelou os preços? Quando tentou confiscar os bois no pasto? E, mais recentemente, quando a Dilma interferiu nos preços da energia elétrica? Você já imaginou se o governo tabelasse a produtividade do leite, da soja e do milho? Quem ainda iria alimentar a vaca e colocar adubo na lavoura? Pense nisso. Pois é isso que o governo está propondo para o caso dos fretes.

Ou seja, atendeu a reinvindicação de alguns caminhoneiros e acabou com princípios básicos para a economia (competitividade, produtividade, concorrência). Por isso que afirmo que regredimos 30 anos. Voltamos para o Governo Sarney.

O problema é que ninguém consegue ir á Brasília, ou falar com qualquer político, sem pedir nada. Este é o problema. Pedimos demais. Como o caixa dos governos está sem dinheiro, as soluções encontradas sempre são no sentido de bancar o pedido de uma categoria sobrecarregando as outras. Isso precisa parar!

Então, este acordo não pode ser aceito pela sociedade brasileira. Você que deu apoio incondicional aos caminhoneiros, não pode aceitar pagar esta conta. Vai sobrar para toda a sociedade urbana e também para os produtores rurais. Principalmente aqueles de regiões com logística menos favorável.

A saída? Vou repetir aqui o que coloquei na minha última postagem:  “Lutemos por menos impostos, assim nunca mais teremos que pedir nada”. Com menos arrecadação os governos serão obrigados a diminuir as mordomias e melhorar a produtividade. Além disso, não peça interferência dos governos na economia, interfira você nos governos. Não para pedir, mas para controlar este verdadeiro monstro incompetente, corrupto, insaciável e desconhecedor das nossas verdadeiras demandas do setor produtivo.

4 respostas para “Sarney e Dilma estão voltando”

  1. Esse seu site é muito bom mesmo. Gostei muito das informações. Obrigado por compartilhar. Sucesso

  2. Paulo correa disse:

    Nos caminhoneiros paramos porque não estava mais dando pra continuar,no nosso setor tem muito atravessador que pega o frete por (exemplo)5.000 e nos paga 2.000 pra gente fazer todo o trabalho e eles ficam com a maior parte sem fazer praticamente nada,são mais de 10 anos sem reajuste com muitos aumentos de combustível, pedagios,manutenção etc,se o povo não vai pagar o conta ,apenas vai pagar o que já era PRA estar pagando a tempo,não podemos passar necessidades e ver nossas famílias com dificuldades e nosso patrimônio se deteriorando só pra vcs pagarem alguns centavos a menos em um kilxo de feijão ou outra coisa qualquer

  3. Adorei seu site. Simplesmente show! Obrigado por compartilhar. Abraço e muito sucesso.

  4. Benedito Rosa disse:

    Parabéns pelo texto.
    Benedito Rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *