-

Vigor da semente amplia produtividade da soja

Plantas de alto desempenho aproveitam de maneira mais eficiente os recursos disponíveis para o seu desenvolvimento, como água, luz e nutrientes

02 de julho de 2019 às 10h13

José de Barros França-Neto, pesquisador da Embrapa Soja

O vigor de sementes é conceituado como “aquelas propriedades das sementes que determinam o seu potencial para uma emergência rápida e uniforme e o desenvolvimento de plântulas normais sob ampla diversidade de condições de ambiente.” Essa definição contempla diversos parâmetros importantes que merecem destaque: potencial para uma emergência rápida e uniforme das plântulas, o que é fundamental para o bom estabelecimento da lavoura; desenvolvimento de plântulas normais; desempenho das sementes sob condições ideais e sob ampla diversidade de condições de ambiente, incluindo condições ótimas e sob estresses.

Como estresses, podem ser exemplificadas algumas situações como: profundidade excessiva de semeadura; compactação superficial ou assoreamento sobre o sulco de semeadura em consequência da ocorrência de chuvas intensas após a semeadura; semeadura em condições de solo com baixas temperaturas, comuns no Sul do país; ataque de fungos de solo à semente; e seca após a semeadura. Sementes de alto vigor sempre apresentam vantagens nessas situações em relação a uma semente de vigor médio ou baixo. Assim sendo, é possível afirmar que o uso de sementes vigorosas é uma poderosa técnica que favorece o estabelecimento de uma população adequada de plantas mesmo sob condições estressantes.

Semente de qualidade garante o início de uma boa safra. RRRufino/Arquivo Embrapa Soja

 

Mas, além dessa vantagem, sabe-se que sementes de alto vigor resultam na produção de plantas de alto desempenho, que são plantas vigorosas, com melhor estrutura de parte aérea e com um sistema radicular mais profundo e robusto, que, consequentemente, apresentam um potencial produtivo maior. Plantas de alto desempenho aproveitam de maneira mais eficiente os recursos disponíveis para o seu desenvolvimento, como água, luz (fotossíntese) e nutrientes.

Para se obter elevados índices de produtividade, a operação de semeadura tem papel fundamental no processo. Ao se implantar uma lavoura comercial, é de capital importância que a população de plantas seja a ideal, conforme as recomendações técnicas da pesquisa, e composta por plantas de alto desempenho, originadas de sementes de alto vigor. Para se obter a população ideal de plantas, deve-se utilizar de semeadoras de alta precisão, bem ajustadas e operadas em velocidade adequada, que resultarão em elevados índices de plantabilidade, propiciando o estabelecimento de um estande adequado, composto por plantas de alto desempenho, bem espaçadas entre si, sem falhas e sem aglomerados de plantas.

Existem diversos procedimentos para a avaliação do vigor. Para a soja, os mais utilizados são os testes de tetrazólio e de envelhecimento acelerado. Outras metodologias utilizam a condutividade elétrica da solução de lixiviados, índices de crescimento de plântulas e da velocidade de germinação e de emergência de plântulas. Mais recentemente, a avaliação computadorizada de imagens de plântulas têm proporcionado informações consistentes e merecem atenção.

Além disso, a utilização de sementes de alto vigor pode proporcionar a obtenção de maiores produtividades em lavouras comerciais. Para a soja, a Embrapa Soja demonstrou aumentos de até 10% na produtividade, apenas com o uso de sementes de alto vigor. Com base no exposto, conclui-se que não existe a menor sombra de dúvidas de que todo o empreendimento agrícola deve estar embasado na utilização de sementes da mais alta qualidade!

-

Vigor da semente amplia produtividade da soja

Plantas de alto desempenho aproveitam de maneira mais eficiente os recursos disponíveis para o seu desenvolvimento, como água, luz e nutrientes

02 de julho de 2019 às 10h13

José de Barros França-Neto, pesquisador da Embrapa Soja

O vigor de sementes é conceituado como “aquelas propriedades das sementes que determinam o seu potencial para uma emergência rápida e uniforme e o desenvolvimento de plântulas normais sob ampla diversidade de condições de ambiente.” Essa definição contempla diversos parâmetros importantes que merecem destaque: potencial para uma emergência rápida e uniforme das plântulas, o que é fundamental para o bom estabelecimento da lavoura; desenvolvimento de plântulas normais; desempenho das sementes sob condições ideais e sob ampla diversidade de condições de ambiente, incluindo condições ótimas e sob estresses.

Como estresses, podem ser exemplificadas algumas situações como: profundidade excessiva de semeadura; compactação superficial ou assoreamento sobre o sulco de semeadura em consequência da ocorrência de chuvas intensas após a semeadura; semeadura em condições de solo com baixas temperaturas, comuns no Sul do país; ataque de fungos de solo à semente; e seca após a semeadura. Sementes de alto vigor sempre apresentam vantagens nessas situações em relação a uma semente de vigor médio ou baixo. Assim sendo, é possível afirmar que o uso de sementes vigorosas é uma poderosa técnica que favorece o estabelecimento de uma população adequada de plantas mesmo sob condições estressantes.

Semente de qualidade garante o início de uma boa safra. RRRufino/Arquivo Embrapa Soja

 

Mas, além dessa vantagem, sabe-se que sementes de alto vigor resultam na produção de plantas de alto desempenho, que são plantas vigorosas, com melhor estrutura de parte aérea e com um sistema radicular mais profundo e robusto, que, consequentemente, apresentam um potencial produtivo maior. Plantas de alto desempenho aproveitam de maneira mais eficiente os recursos disponíveis para o seu desenvolvimento, como água, luz (fotossíntese) e nutrientes.

Para se obter elevados índices de produtividade, a operação de semeadura tem papel fundamental no processo. Ao se implantar uma lavoura comercial, é de capital importância que a população de plantas seja a ideal, conforme as recomendações técnicas da pesquisa, e composta por plantas de alto desempenho, originadas de sementes de alto vigor. Para se obter a população ideal de plantas, deve-se utilizar de semeadoras de alta precisão, bem ajustadas e operadas em velocidade adequada, que resultarão em elevados índices de plantabilidade, propiciando o estabelecimento de um estande adequado, composto por plantas de alto desempenho, bem espaçadas entre si, sem falhas e sem aglomerados de plantas.

Existem diversos procedimentos para a avaliação do vigor. Para a soja, os mais utilizados são os testes de tetrazólio e de envelhecimento acelerado. Outras metodologias utilizam a condutividade elétrica da solução de lixiviados, índices de crescimento de plântulas e da velocidade de germinação e de emergência de plântulas. Mais recentemente, a avaliação computadorizada de imagens de plântulas têm proporcionado informações consistentes e merecem atenção.

Além disso, a utilização de sementes de alto vigor pode proporcionar a obtenção de maiores produtividades em lavouras comerciais. Para a soja, a Embrapa Soja demonstrou aumentos de até 10% na produtividade, apenas com o uso de sementes de alto vigor. Com base no exposto, conclui-se que não existe a menor sombra de dúvidas de que todo o empreendimento agrícola deve estar embasado na utilização de sementes da mais alta qualidade!