Brasil precisa diminuir dependência do crédito oficial

Em dia de anúncio do Plano Safra, especialistas questionam a dependência do Brasil em relação ao crédito oficial. Grandes players do mercado, como os Estados Unidos, já tem mais de 50% da participação privada nos financiamentos agrícolas.

Para o especialista em mercado de capitais e sócio do Demarest Advogados, Renato Buranello, o país deve buscar menor dependência do crédito oficial para avançar. “Em outros países há incentivo para crédito de forma livre, baixando taxas e melhorando o ambiente de negócios. Esse é o caminho. Precisa-se criar maior transparência e diminuição do risco da atividade agrícola para que os bancos entrem no setor e cumpram o seu papel”, afirmou em entrevista ao Mercado&Cia.

Confira a entrevista:

Acesse no site

Voltar