Liquidez e médias altas marcam o leilão Santa Angélica Maufer

Destaque da noite foi a venda de 40% do Jalisco de Santa Angélica por R$ 240 mil

Jalisco de Santa Angélica (Foto: José Guilherme Martini/Divulgação)

O Leilão Santa Angélica, Maufer e Convidados realizado neste sábado, 25 de agosto, no Tattersal do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), se destacou pela liquidez e pela média de venda dos animais que ficou 20% acima do esperado. Sob o comando da Trajano Silva Remates, o faturamento alcançou R$ 970 mil na comercialização de 42 lotes da raça Crioula. A média atingiu R$ 23,09 mil.

O destaque da noite foi a venda de 40% do Jalisco de Santa Angélica pelo valor de R$ 240 mil. O diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, salienta que o mais importante do leilão foi a comercialização de 100% da oferta. “Esta liquidez que também já vem ocorrendo em todos os leilões da Trajano Silva nos encoraja nesse momento de incertezas”, afirmou.

Silva ressaltou ainda a participação de investidores nacionais e também de países vizinhos. “Tivemos compradores de vários estados do país, assim como do Uruguai e da Argentina. Portanto, a liquidez, a venda de oito cotas de 5% do Jalisco de Santa Angélica e a média superando a expectativa são fatores que demonstram que estamos em um momento muito bom e neste sábado, em especial, foi um excelente leilão”, observa.

Fonte: Trajano Silva