Exemplar de Cachoeira do Sul é o grande nome do Mancha Crioula 2019

Evento em Esteio teve recorde de inscritos e se consolida como um dos principais da raça Crioula no país

Kimono do Rio Branco (Foto: Gustavo Rafael/Divulgação)

Realizada nesta quinta-feira, 21 de fevereiro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), a 16ª edição do Mancha Crioula reuniu Cavalos Crioulos de pelagens Tobiana, Oveira e Bragada. O evento consagrou o cavalo Kimono do Rio Branco, da cabanha Rio Branco, de Cachoeira do Sul (RS), como o melhor exemplar da raça do ano. Já a égua Cordilheira da Rio Bonito, da Estância Crescenza, de Capanema (PR), foi a melhor fêmea do evento neste ano.

O diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, destacou que esta foi a maior exposição do Mancha Crioula em número de animais, com mais de 130 exemplares concorrendo e expositores que vieram também de Santa Catarina e Paraná. “O volume de animais para serem avaliados e julgados só perde para a Expointer e o Bocal de Ouro. Podemos dizer que hoje é um dos maiores eventos da raça”, observou.

Já o leilão Mancha Crioula, realizado na noite anterior, fechou com uma média de R$ 17,77 mil na venda dos lotes da raça Crioula, com liquidez total e comercialização para diversos estados brasileiros, como Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Acre. O lote mais valorizado da noite foi a égua Afrodite 13 da Saron, vendida pelo valor de R$ 52,5 mil.

 

Fonte: Trajano Silva Remates


São Rafael exporta Cavalos Crioulos para Uruguai e Argentina

Leilão da cabanha paranaense teve liquidez em pista e médias acima dos R$ 27 mil

Foto: Daniel Snege/Divulgação

O leilão da Cabanha São Rafael, tradicional na abertura de temporada de vendas da raça Crioula em todos os anos, ocorreu na noite deste sábado, 16 de fevereiro, na sede do criatório, em Balsa Nova (PR). O remate, a cargo da Trajano Silva Remates, se destacou pela liquidez e venda dos 46 lotes de exemplares que foram colocados em pista em mais um evento de grande público promovido pela reconhecida cabanha paranaense. A média do remate foi de R$ 27,79 mil.

De acordo com o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, responsável pela condução das vendas da noite, foi um leilão mais longo que o comum pelo número e importância dos animais e a condição de 50% de desconto para pagamento à vista fez a diferença. Ressaltou também os investimentos feitos dos criadores do Mercosul. “Chama a atenção de compradores da Argentina e Uruguai de tradicionais criatórios de Puro Sangue Inglês, mas que a nova geração de proprietários está investindo fortemente no Cavalo Crioulo“, observou.

Entre os destaques da noite de vendas ficaram a comercialização da égua Buena Moça do Purunã, prenhe e com cria ao pé do garanhão Lindaço da Santa Edwiges, por R$ 82,5 mil. Além dela, outra égua, Belle Luna y Flor, filha do garanhão JLS Hermoso, o mais valorizado da raça Crioula na história, teve preço de R$ 80 mil.

Fonte: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective


Leilão JGC Ranch estreia com R$ 8,4 milhões e recorde no Quarto de Milha

Remate aconteceu em Bezerros (PE) e foi sucesso total na comercialização de animais e coberturas dos garanhões Aragon Apollo e Don Toro HJG

 

 1° Leilão JGC Ranch fecha com R$ 8,4 milhões

Um jovem visionário, uma vontade de fazer sempre o melhor e uma companheira que arregaçou as mangas e sonhou junto. Foi com essa receita que Jason Gomes, ao lado da esposa Camila Gomes, fez da sua estreia como promotor de leilão um sucesso absoluto. O 1° Leilão JGC Ranch fechou com a impressionante receita de R$ 8,475 milhões, registrando um recorde em remates da raça Quarto de Milha. “Eu não imaginava que seria o maior leilão da história do Quarto de Milha no Brasil. Minha vontade foi fazer uma festa para receber bem os amigos, da mesma forma como sou recebido na casa deles, e assim foi feito. Estou muito feliz e certo que essa raça é a moeda forte do agronegócio brasileiro”, comentou Jason Gomes.
O evento teve casa cheia. Segundo os organizadores, cerca de 1.300 pessoas estiveram presentes durante as quase 8 horas de remate. A transmissão ao vivo e online ficou por conta do Lance Rural e os registros comprovaram a boa audiência da plataforma. Foram 19 mil visualizações e mais de 600 pessoas acessando o site simultaneamente. Nas redes sociais não foi diferente. O Instagram e o Facebook do Lance Rural somaram 38,6 mil pessoas alcançadas e quase 400 interações, entre comentários e compartilhamentos.
A primeira edição do Leilão JGC Ranch colocou o criador como um dos melhores selecionadores de cavalos Quarto de Milha para Vaquejada do país. A partir de agora, Jason Gomes faz parte do seleto grupo de destaque da raça. “O meu sentimento é de gratidão. Fazer um evento desse tamanho não é brincadeira, consome muita energia. E é por isso que eu não me canso de agradecer à minha equipe JGC. Com certeza eu fiz as melhores escolhas e me senti convidado da festa”, acrescentou.

 Família JGC

Na abertura do evento foram lançados, oficialmente, os garanhões da casa JGC, Aragon Apollo e Don Toro HJG. De acordo com a Agreste Leilões, as coberturas comercializadas somaram R$ 2,420 milhões.

Coberturas de Aragon Apollo e Don Toro HJG somaram R$ 2,420 milhões

Foram ofertados 50 animais e a média geral por lote foi de R$ 128 mil. O destaque entre as fêmeas ficou para Eternaly Angel RRV, vendida para os irmãos Marcelo e Gustavo Sarmento, da Fazenda São Francisco, pelo valor de R$ 363,6 mil. Já entre os machos, o lote mais caro foi o potro de 15 meses, 3P Gimme Cash, arrematado por Cícero Andrade, do Rancho Vale Rico, por R$ 180 mil.

 Lote 01 – Eternaly Angel RRV, vendida por R$ 363,6 mil

Lote 16 – 3P Gimme Cash, vendido por R$ 180 mil

O pregão aconteceu no dia 9 de fevereiro, na cidade de Bezerros (PE), durante a terceira edição da Vaquejada Lucas Borba. Os criadores e amigos foram recebidos em grande estilo no Parque Terras de Santa Fé, com conforto e inovação. Aliás, inovar é a palavra que guia os passos de Jason Gomes e para o lançamento da criação JGC tudo foi preparado com muito bom gosto, incluindo um espaço vip com serviço de barbearia e, detalhe, gratuito.

 Fim de tarde no Parque Terras de Santa Fé

O recinto onde foi realizado o remate foi todo decorado com sofisticação e profissionalismo. O responsável pelo projeto foi o produtor de eventos Thiago Alexandre, que iniciou o trabalho cinco meses antes e viajou muitas vezes de João Pessoa (PB) até Bezerros (PE), além de visitar outros pregões para captar ideias. O produtor atua na área há 14 anos com eventos de moda e foi em um desses eventos que ele conheceu Jason, que é empresário no ramo de jeans.
A estrutura do local contou com painel de LED nos dois palcos, além de um buffet requintado e decoração caprichada. “Quando ele teve a ideia de fazer o primeiro leilão do JGC me convidou pra fazer esse projeto, eu de pronto aceitei e graças a Deus pude atender as expectativas dele e contribuir nesse sonho. Foi um desafio muito grande e prazeroso. Foram meses viajando, estudando o local e medindo tudo. Eu não nunca tinha feito um evento no segmento de cavalos, venho do mundo da moda, então foi muito gratificante ver o resultado e mostrar que a Vaquejada também pode modernizar e que é possível cada evento ter harmonia e a personalidade de cada investidor, finalizou Thiago.

Leilão JGC Ranch com casa cheia

A primeira edição do Leilão JGC Ranch mudou o cenário da Vaquejada. O evento proporcionou uma nova cara para o esporte, mostrando a potência do Nordeste nesse mercado. Jason deu o toque que faltava através do espírito empreendedor e apresentou uma Vaquejada diferente, cheia de novidades e muito bom gosto, e isso é só o começo!
Por Flávia Macedo | Canal Rural